ULTIMA ESTAÇÃO

Começo esse POST agradecendo muito a todos por tudo que tem feito pela Aerocirco, principalmente em ver tanta coisa boa acontecendo e com a ótima repercussão com o lançamento do novo CD INVISIVELMENTE (www.aerocirco.com.br). Não poderia ser diferente, escolhi mais uma música do novo CD e desta vez será ULTIMA ESTAÇÃO, faixa que abre o CD.

A primeira frase desta letra me coloco dentro de um vagão de um trem, assintindo pela janela tudo que acontece comigo, como se eu tivesse o poder de ver o que acontece comigo mesmo! Minha vida é exatemente assim, cheia de questionamentos, chegando a me perguntar se ela teria chegado ao fim, se a vida teria chegado pra mim e dito…”esta é a última estação”…mas não, “o tempo explicou que não, espere a outra estação”.

Esta letra é isso, é a vida falando pra mim mesmo ou pra quem quer que se veja nela, como os avisos e as curvas feitas a bordo desse trem que não sabemos quando será a última estação. Ninguém sabe e só saberemos se é a última estação quando estivermos lá, então é melhor cantar o refrão….

…CADA UM SEJA COMO FOR, NÃO LHE FAÇA NENHUM FAVOR – seja lá quem vc é, não viva as sua trajetória como se estivesse fazendo um favor, viva por vc mesmo

…NEM ENTENDA O QUE SE EXPLICOU – nem tente seguir o que os outro dizem

…CADA UM SEJA COMO FOR, SÓ LHE FAÇA MAIS UM FAVOR, UMA HISTÓRIA DE UM GRANDE AMOR – cada um seja como for, se for pra fazer algum favor, faça apenas um, viva por um grande amor, seja lá ele por alguém, sonho ou por qualquer outra coisa, mas viva com amor, é a única coisa que vale a pena!

É isso, espero que vcs tenham curtido!

ÚLTIMA ESTAÇÃO
Letra e Música – Fábio Della Giustina

Se as estrelas caíssem aos poucos até o chão
Na janela borrasse as imagens que elas são

A história chegou ao fim?
Ela veio e levou de mim?
Mas o tempo explicou que não
aaa, aaa
Espere a outra estação

São mil trilhos, diversos, dispersos, mas esse não
Veja lá, veja bem, não tem como, não dar razão

A história não tem um fim
Ela veio e deixou pra mim
O que eu achava nem existir
aaa, aaa
É como a última estação

Cada um seja como for
Não lhe faça nenhum favor
Nem entenda o que se explicou
aaa
Cada um seja como for
So lhe faça mais um favor
Uma história de um grande amor

A história não tem um fim
Ela veio e deixou pra mim
O que eu achava nem existir
aaa, aaa
É como a última estação

Cada um seja como for
Não lhe faça nenhum favor
Nem entenda o que se explicou
aaa
Cada um seja como for
So lhe faça mais um favor
Uma história de um grande amor

aaa, aaa
Essa é a última estação

Cada um seja como for
Não lhe faça nenhum favor
Nem entenda o que se explicou
aaa
Cada um seja como for
So lhe faça mais um favor
Uma história de um grande amor

Share : facebooktwittergoogle plus



Deixe um comentário


  • ariela on

    é engraçado essa relação entre o que a passou na cabeça ou no coração do compositor e o que chega em forma de música na cabeça ou no coração de quem ouve…acho massa tu expor esses momentos de inspiração e criação p/ trocar ideia com o público…eu gostei muito desse cd, é viciante! e parabéns pelas letras..admiro muito quem consegue transformar mtas vezes coisas cotidianas em poesia…


  • kika cedro on

    A explicação é tão emocionante quanto a letra, parabéns Fábio.


  • leuo on

    éééééééx um MONXTRO!!!! que letra, QUE letra!


  • Mick Lennon on

    Minha nossa! Quantas reflexões pertencentes a algumas estrofes. Realmente, só há como concordar com o Leuo. Éx um monxtro!
    Quero a explicação de Ontem.
    Outra coisa… no início do post, a palavra agradecendo não tem “ç”.

    Abraços,


  • camyli Alessandra MYLA on

    to ouvindo o CD nesse exato momento e realmente é viciante … e saber sobre as histórias das cançoes é outra forma interesante de curtir a canção


  • Guilherme Serafim on

    Essa é a melhor música, sem mais.