PREMIO MUSIQUE – ALGUÉM

Tive hoje a feliz notícia da classificação da minha composição para a final do Prêmio Musique. Pra quem não sabe esse é um concurso para compositores promovido pelo Estadão de SP, onde a letra foi escrita pelo Dinho Ouro Preto e ganha quem fizer a melhor música pra essa letra. Foram 867 músicas inscritas e a minha ficou entre as 4 escolhidas pelo juri, entrou ainda uma quinta música por ter mais votos pela internet! Você pode conhecer um pouco mais clicando http://www.estadao.com.br/musique.

Eu compûs essa música meio sob pressão pois sentei no estúdio, sozinho, li a letra, pensei em uma melodia criando os acordes e arranjos de violão. Como eu não tinha muito tempo pois começei as 14 e tinha que entregar até a meia noite, eu sai logo gravando a voz e violão, depois gravei a bateria, piano, backings vocal e depois o baixo. No início não gostei, pensei em fazer outra, mas depois fui gostando e hoje gosto bastante. Abaixo você pode ouvir a música e a letra está logo abaixo.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=ewYkw8qQRL0&fs=1&hl=pt_BR]

ALGUEM (letra: Dinho/ALvin, Música: Fábio Della)

Alguém que veja o infinito com o sol no olhar
Alguém que seja um oceano em que eu possa mergulhar

Não diga nada
Não faça nada
Não pense nada
Por enquanto
Só me espere até te encontrar

Alguém que não faça sentido e eu possa entender
Alguém que ouça o que eu digo e saiba responder

Não diga nada
Não faça nada
Não pense nada
Por enquanto
Só me espere até te encontrar

Alguém que viva o presente
Alguém que saiba ver além
Alguém que nunca me abandone
E não me faça de refém

Fique sentada
Fique parada
Fique calada
Só me espere até te encontrar
_______

A música ganhadora será escolhida pelo próprio Dinho e o compositor tocará no Rock In Rio com eles, além de gravar num estúdio bacana. O resultado sairá dia 11/dez, torçam por mim!

Estou muito feliz mesmo, valeu!
Della

Share : facebooktwittergoogle plus
pinterest

TUDO NOVO DE NOVO

Olá galera, eu queria colocar aqui algumas letras novas, falar sobre elas, mas realmente tiraria toda magia do lançamento quando acontecer, então vou mudar o rumo do blog e começar a falar sobre a produção do novo trabalho, misturando com tudo que o influencia, música, lugares, livros, filmes, etc…

Esses dias terminei de gravar uma música e quando cheguei na técnica ouvi e pensei: “gostei mas quero experimentar, regravar tudo com outro ritmo e acordes.” Assim tem sido a cada gravação, isso é o lado bom quando se grava tudo, afinal de contas minha cabeça não é de baterista, nem de baixista, muito menos de pianista, tenho buscado a sonoridade de quem simplesmente quer algo novo, que ME surpreenda.

Sobre influências, esses dias eu estava correndo na Bandeirantes em BH ouvindo o CD novo do Arcade Fire e lembrei de coisas que nunca escrevi, ou seja, isso me inspirou de forma diferente – ARCADE FIRE: Em “Funeral”, eles falavam da morte, esperança, amor e perda. Em “Neon Bible”, a banda falou dos falsos pastores que prometiam a vida eterna em troca de dinheiro. Agora em “The Suburbs” eles falam da classe média enquanto questionam a vida nas grandes cidades e o quanto elas manipulam o ser-humano que vive essa diária batalha.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=T4JrQpzno5Y&fs=1&hl=pt_BR]


Ouça o disco AQUI

abraço pra todos!
Della

Share : facebooktwittergoogle plus
pinterest

O QUE NÃO ESTÁ EM PAUSA

Escrever aqui sem a Aerocirco em atividade é um tanto estranho pra mim, que durante 9 anos me dediquei ativamente pra ver a banda crescer. Mas o que entrou em pausa? A Aerocirco está em pausa, mas eu prefiro dizer o que não entrou em pausa. Continuarei compondo, gravando, lançando músicas novas, fazendo shows, tocando TODAS as minhas músicas, sonhando com a música, me divertindo com ela e o melhor, próximo de todos que gostam do que eu faço, ou seja, em breve lançarei um novo projeto.

Ainda não sei o formato desse novo projeto, nem mesmo o rumo dele ou quando lançar, mas já estou trabalhando muito e quando tudo iniciar, irei informar.

Aqui o BLOG não vai parar, continuarei falando sobre minhas músicas, mesmo com a Aerocirco em pausa, afinal de contas as músicas continuam vivas e ficarão vivas pra sempre, principalmente em todos os locais por onde tocarei.

Quero agradecer do fundo do coração a todos que acompanharam a AEROCIRCO até agora e dizer que quero vocês perto nesse meu novo caminho, espero que vocês curtam esse novo trabalho que está por nascer.

obrigado e até breve
Della

Share : facebooktwittergoogle plus
pinterest

CARNAVAL E CANALHICE

Eu vinha escrevendo sobre as letras do novo CD da Aerocirco – Invisivelmente, mas resolvi voltar um pouco no tempo e falar sobre CARNAVAL E CANALHICE, música que compus com Jason Judson, baixista da Aerocirco na época que estávamos compondo pro CD Liquidificador. Esta letra escrevi quando surgiu o mensalão, vocês devem lembrar, aquele esquema de repasse de dinheiro para os deputados votarem a favor dos projetos de leis do governo.

Existe uma pessoa que foi muito citada na época e considerada pelo Ministério Público como o chefe do mensalão. Esta pessoa se chama José Dirceu, era um deputado e foi cassado na época.

Agora eu lendo a letra me parece que tudo se repete, pois a Dilma quer ser eleita, faz de conta que não sabe de nada a ponto de colocar este figura José Dirceu trabalhando na sua campanha, diz nas suas entrevistas que não sabe quem vai trabalhar com ela no seu governo, mas…vocês acham mesmo que esse José Dirceu, cassado no passado, trabalha nessa campanha sem levar nada depois? Vocês acham que Dilma, Lula e toda sua turma não prometeram nenhum cargo pra ele? Acham que eles não sabem de nada mesmo e que são sérios?

A coisa vai muito mais além, ela me parece um fantoche na mão do Lula, falando e fazendo tudo que ele manda, já que ele não pode se candidatar pela terceira vez, foi a forma que ele arrumou de ficar no cargo por mais 4 anos e já começaram com mais falcatruas como se vê ai na quebra de sigilo na Receita Federal!

É…parece que essa letra foi feita ontem!
Vamos a letra e votem consciente!

CARNAVAL E CANALHICE
Letra: Fábio Della
Música: Fábio Della e Jason Judson

Não vê ninguém, não pode fazer nada
E ficam sob as barbas de quem?
Um vôo cego em meio à palhaças
É um palhaço mudo e sem lei

Inconsequente pensa ser quem
O seu discurso que era do bem
Jogou com a sorte de quem não tem nada
E a vida segue esperando alguém

Carnaval e Canalhice

Mais uma vez lá vem o blá, blá, blá
Começa o carnaval outra vez
Muito prazer e muito o que calar
Pra não vazar e ninguém saber

Como quiser eu danço e canto
Sou como um tubarão tão branco
Finge de morto e diz não saber nada
Como um tosco enrosco outra vez

Carnaval e Canalhice

Share : facebooktwittergoogle plus
pinterest

O Resto Tanto Faz

Essa é uma das minhas preferidas do novo CD, não só pela história por trás dela mas pelo arranjo que a banda conseguiu fazer além das timbragens. Nessa eu gravei a voz, piano e a orquestração, já o Maurício gravou os violões, guitarras e backings, o Lange o baixo e backings e o Henrique bateria.

Sobre a história da letra eu devo muito ao Dary, ao Anderson, ao Xexé e ao Maurício, rs, vamos aos fatos! Era uma vez meu amigo Dary Jr (Terminal Guadalupe) que me apresentou Anderson Lee (RockNova) que fez uma parceria com a Aerocirco e nós fomos até BH pra dois shows, uma na sexta (23) e outro no sábado (24) de outubro de 2009. As coincidências continuam quando o show de sexta-feira foi cancelado quando já estávamos em BH e de repente resolvemos ir ao Jack bar graças ao Xexé e toda a raça, lá eu conheci a Marcelle e com um empurrãozinho do Maurício a história começou, me apaixonei, começamos a namorar, estamos juntos e é pra ela que fiz o Resto Tanto Faz já que a letra fala bem como foi a noite no Jack e como estamos desde então!

abração à todos

O RESTO TANTO FAZ
Letra é Música: Fábio Della

Estava onde era pra estar
E vc com seu olhar
Fez congelar as horas
Do lugar

Pensei sermos iguais
Mas pouco importa pois
As diferenças fazem
Até melhor

Tudo é tão simples e é simples complicar
Eu só queria poder estar
Sempre por perto, o resto tanto faz

Tanto pra conversar
Procuramos ficar
Somente nós e o resto
Tanto faz

Tudo é tão simples e é simples complicar
Eu só queria poder estar
Sempre por perto, o resto tanto faz

Não não tive medo
Nem você segredos
E nem foi em vão

Já não é tão longe
Olhando por onde
Passa o coração

Não não tive medo
Nem você segredos
E nem foi em vão

Já não é tão longe
Olhando por onde
Passa o coração

O resto tanto faz
O resto tanto faz
O resto tanto faz
Por tanto que se faz

Share : facebooktwittergoogle plus
pinterest

ONTEM

Essa música é uma das minhas preferidas desse novo cd, não só pelo arranjo mas principalmente pelo significado da letra. Eu lembro bem quando a compus, eu estava em Curitiba indo pro meu tradicional futebol de terça-feira com os amigos, eu parei meu carro no estacionamento de um supermercado para esperar meu amigo Gustavo Henrich que ia de carona comigo, lá mesmo me veio a letra e a melodia praticamente inteira e eu registrei no gravador do meu celular, aliás foi nesse celular que registrei praticamente todas as composições de Invisivelmente.

Na verdade eu já vinha passando os dias e as noites pensando muito nas mudanças que estavam por vir, principalmente na mudança pra São Paulo, na saída de Curitiba, na gravação do novo cd, na grana, ou seja, eu vivia um caminhão de dúvidas, mas uma coisa eu tinha certeza, a mudança era inevitável.

Muito achavam ser por bem eu continuar no meu trabalho na época, seria um risco muito grande largar tudo pra essa mudança, eu gostava muito dele mas eu sentia como se eu vivesse apenas parte de mim, eu precisava arriscar pela banda, mesmo que não surtisse o efeito que eu esperava e eu tinha certeza, assim como ainda tenho hoje, que no final eu não me daria mal…Por que tanta certeza? Por que não existe um final.

Bom é isso, ai vai a letra! Estou muito feliz com a quantidade de acessos e espero que vocês me ajudem a divulgar esse blog, é muito bacana ver tanta gente procurando saber o que falamos nas nossas músicas. Qualquer coisa, me adicionem no twitter pra acompanharem on-line o blog – http://www.twitter.com/fabiodella

Grande abraço pra todos

ONTEM
Letra e música: Fábio Della

Ontem eu menti sobre mim mesmo
Eu não sei qual a razão
Eu não sei qual a razão

Ontem eu perdi o que era mesmo?
Acho que era em vão
Acho que era em vão

Mas bem no fim
Eu não quero ser assim
Um pedaço só de mim
Quando acham ser pro bem
Eu entendo que depois
Pode ser que me de mal
Mas no fundo eu acredito
Que não existe um final

Share : facebooktwittergoogle plus
pinterest

1 2 3 4 5 6